arte
 

Alberto Péssimo


1953

biografia

Carlos Alberto Nunes Dias, nasceu em Moçambique,na ilha de Moçambique, no distrito de Nampula, em 18 de Fevereiro de 1953, local mítico e de rara beleza, onde viveu até aos 8 anos de idade e por onde, quatro séculos antes, passaram Vasco da Gama e Luís Vaz de Camões.
Em 1961, quando já se começava a adivinhar o início da guerra colonial, vem para Portugal com os seus pais, Alberto Bernardo Dias e Lucinda de Assunção Nunes Dias, tendo ido viver para a Benfeita, local onde nasceram seus, pais e avós, e a sua irmã Maria Amabília.
Formou-se em Artes Plásticas na Escola Superior de Belas- Artes, do Porto, cidade onde reside actualmente.
Casou com Inês Guedes de Oliveira da qual teve 3 filhos (Francisco, António e Leonor).
É professor no Colégio dos Órfãos do Porto, desde 1980, nas áreas das Artes Visuais e das Tecnologias e também História das Artes Gráficas e Expressão Dramática. A sua acção docente estende-se, também, à "Árvore", cooperativa artística fundada em 1963.
Utiliza os pseudónimos "Carlos da Capela" na sua actividade literária, (porque a casa dos pais, onde viveu, na Benfeita, se situa em frente à Capela de Nossa Senhora da Assunção) e "Alberto Péssimo" na artes figurativas (sendo que "Péssimo" era a alcunha pela qual era conhecido o seu avô António Francisco Nunes); mas, os seus amigos de infância tratam-no por "Cardoso", heterónimo que já lhe vem dos tempos da escola primária.
Na Benfeita são conhecidos os seus trabalhos de pintura nos painéis de madeira dos tectos das capelas de São Bartolomeu e de Nossa Senhora das Necessidades e o presépio em cerâmica na Capela de Nossa Senhora da Assunção.