arte
 

Clara Meneres


1943

biografia

Nasceu em Braga Possui os Cursos Superior e Complementar da Escola Superior de Belas Artes do Porto. É doutorada em Etnologia pela Universidade de Paris VII. Possui o título de Professora agregada pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, onde ensinou desenho e escultura de 1971 a 1996, tendo exercido o cargo de Presidente do Conselho Directivo de 1993 a 1996. Actualmente é Professora Associada e Directora do Curso de Artes Plásticas da Universidade de Évora. Foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian de 1978 a 1981, em Paris e de 1988 a 1990, juntamente com a Fundação Luso Americana, nos Estados Unidos, onde foi Research Fellow do Cnter for Advanced Visual Studies do Massachusetts Institute of Technology.
Exposições Individuais: 1991 - O Aprisionamento da Luz, Cooperativa Árvore, Porto; 1990 - From Earth Light, CAVS - MIT, Cambrjdge, EUA,- 1990 - Stone and Light, Jadite Gallery, New York, EUA, 1988 - Isolde - Lasse den Tag dem Tode weichen!, Loja do Desenho, Lisboa; 1987 - Da Terra à Luz, Galena Nasoní, Porto; 1968 - Galena Divulgação, Porto, 1967 - Galeria Borges, Aveiro. Exposições Colectivas (selecção): 1990 - 4x4, Modern Stone Gallery, New York, EUA; 1990 - In a Different Light, Gallery /, Providence; 1989 - A Arte e o Sagrado, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa. Bienal de Óbidos; 1988 - High-Tech Art, Galeria Diferença, Lisboa; Fórum de Arte Contemporânea. SNBA e Cooperativa Árvore, Lisboa, Simposium de Escultura, Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros; 80 Anos de Arte no Porto, 1906-1986, Porto; Estrada Marginal, Museu do Tra;e, Lisboa; Exposição de Arte Contemporânea, Fundação Eng.° António de Almeida, Porto; Exposição de Arte Moderna, Casa de Serralves, Porto, III Encontro Internacional de Artistas, Jerusalém; 1986 - Esculturas no Jardim, Secretaria de Estado da Cultura, Porto, III Exposição de Artes Plásticas da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, AICA - Phlllae, Lisboa; 1985 - Expo-AICA, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisbia; 1977 - XIV Bienal de S. Paulo, Brasil; Arte Portuguesa, Madrid, Espanha; Artistas Portugueses, Lisboa e Paris; 1975 - Levantamento da Arte no séc. XX no Porto, Museu Soares dos Reis, Porto. Instalações e Obras Colectivas; 1994 Monumento a Salgueiro Maia, Castelo de Vide; 1993 - Monumento a Willy Brandt, Porto; 1988 A Grande Espiral, instalação na Serra da Lua; 1984 - Instalação de uma escultura colectiva no Castelo, Bienal de Vila Nova de Cerveira; 1974-1977 - Enquanto membro do Grupo ACRE executa várias intervenções estéticas urbanas, em Lisboa, Porto e Caldas da Rainha. Monumentos e obras em colecções públicas e privadas (selecção): CAM, Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste Gulbenkian; Casa de Serralves, Porto; Colecção da Caixa Geral de Depósitos; 1991 - Monumento ao Viajante, 1.° Prémio, Guimaraes; 1988 Escultura Comemorativa, Arzila, Marrocos; 1987 - Monumento a Camões, 1.° Prémio, Paris, 1984 - Prémio de Escultura (Aquisição), Bienal de Vila Nova de Cerveira; 1983 - Escultura para os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian.